Cidade Alta FM

A Rádio do coração do Povo Diamantense

ADMINISTRADA PELA ADECADI

MP pede que saúde de Cascavel seja obrigada a adotar lockdown imediatamente

O Ministério Público Estadual apresentou hoje um pedido para que a justiça determine imediatamente o lockdown, fechamento completo, na cidade de Cascavel.

O documento vem assinado por cinco promotores Angelo Ferreira, Luciano Machado de Souza, Alex Fadel, Guilherme Carneiro de Rezende e Guilherme Gomes Pedrosa Schimin.

A justiça ainda não se manifestou sobre o pedido.

Os promotores alegam que desde o último pedido o quadro em Cascavel se agravou muito. Para eles a situação passou de risco hipotético para risco concreto.

“Explicamos: a principal característica da pandemia de Covid-19, é sua capacidade de “explosão de casos” em dado momento. Por melhor que seja a estrutura sanitária disponível, se o número de casos novos explode, ou seja, acontece de forma descontrolada em curto espaço de tempo, o colapso é inevitável e, as mortes se multiplicam”, diz o documento, “agora, desgraçadamente, não se trata mais de uma hipótese e sim, a ocorrência presente da explosão de casos”.

CLIQUE AQUI PARA VER O DOCUMENTO NA ÍNTEGRA

O MP argumenta que medidas tomadas agora só surtirão efeito em 15 dias e cada dia de demora é um dia a mais que o sistema de saúde pode ficar em colapso.

A avaliação é que o decreto de ontem, que diminui o horário do comércio, não tem a força necessária para barrar a propagação do vírus. Na avaliação dos promotores, a atual situação dos leitos de UTI já caracteriza o risco extremo que tem como medida o Lockdown. Nesta situação, o município pode requisitar todos os leitos de UTI da Rede Privada, disponibilizar estrutura física como o do hospital de campanha e até usar respiradores não homologados pela Anvisa.
Para o MP, o município ignorou orientações técnicas do COE que apontaram por um crescimento exponencial do número de casos.

“Inexplicavelmente, o Prefeito resolveu ignorar totalmente essas orientações técnicas e, adotou medidas de uma brandura atroz, escolha essa que poderá nos custar muitas vidas, que só serão mesmo, quantificadas, após a pandemia, quando estudos dirão, a exemplo do que está acontecendo em Nova York, quantas mortes poderiam ter sido evitadas se o Lockdown tivesse acontecido uma semana antes. Sim, em isso se demonstrando futuramente, essa responsabilidade poderá ser buscada, mas para quem morreu e seus familiares, virá tarde demais. Ainda podemos mudar essa história. Não se quer “inventar a roda”. Basta que o Prefeito de Cascavel seja levado a observar e respeitar as posições técnicas oferecidas no momento”

CGN

Share

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin