Cidade Alta FM

A Rádio do coração do Povo Diamantense

ADMINISTRADA PELA ADECADI

Seca promete afetar 100% da safra agrícola em Guaíra

seca-promete-afetar-100%-da-safra-agricola-em-guaira


Na última semana, o Município de Guaíra, por meio do Decreto núm. 482/2021, declarou estado de emergência pública em razão da crise hídrica enfrentada na cidade.Conhecida pelo grande potencial agrícola, Guaíra enfrenta atualmente uma das piores crises por falta de água para a continuidade das atividades de plantio na área rural.É difícil de acreditar que uma cidade banhada pelo principal curso de água formador da Bacia do Prata, o Rio Paraná, possa enfrentar esse tipo de situação. No entanto, a falta de chuva, ou seja, de precipitações, prejudicou fortemente os reservatórios que abastecem os limites da cidade.A situação é muito delicada, por isso o Presidente do Sindicato Rural Patronal de Guaíra, Silvanir Rosset, esteve presente no Gabinete do Prefeito Heraldo Trento, na última quinta-feira (23), para declarar estado emergencial, junto ao Vice-prefeito e Chefe de Gabinete, Gileade Osti.Vale ressaltar que a água é o mais crítico e importante elemento para a vida humana. Em média, o ser humano necessita de 4 litros de água por dia para manter o bom funcionamento dos órgãos.Além disso, é amplamente utilizada em quase todos os tipos de atividades diárias, sejam elas relacionadas à higiene pessoal; dos ambientes (principalmente nos últimos anos de pandemia e o reforço da importância na sanitização); produção e manipulação de alimentos; entre outros.A população guairense enfrenta grandes períodos de calor intenso, e com a consequente seca, queimadas e a devastação de lavouras são observadas na cidade.De acordo com um levantamento realizado pela equipe da SEMAIM — Secretaria de Agropecuária, Infraestrutura e Meio Ambiente, a região sul do Brasil, com foco na área norte e oeste do Paraná, teve um avanço da estiagem nos últimos meses.“A precipitação pluviométrica, ou seja, a chuva, vem reduzindo drasticamente ao longo de vários meses, sendo que no mês de outubro foram registrados 488 mm, e no mês de novembro foram registrados apenas 29 mm, índices bem abaixo da média histórica há vários meses”, informou o diretor de Meio Ambiente, Luiz Vieira.Uma possível explicação para este fenômeno seria a presença de um El Nino Central, que aumenta a temperatura no centro do Oceano Pacífico e altera o regime de chuvas em toda a América do Sul, levando maiores chuvas para a região nordeste, e menos para o sul do Brasil, consequentemente alterando o clima em todo o país.Conforme já citado, o Município de Guaíra enfrenta diversos problemas em razão deste fato. O gerente regional da SANEPAR informa que a cidade é abastecida por 12 poços artesianos, sendo que um desses poços deixou de operar em razão da falta de água. Os demais continuam operando dentro da capacidade, no entanto, tiveram uma redução no nível da água.

Share

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin