ADMINISTRADA PELA ADECADI

Ação na fronteira do Paraguai com o Brasil desarticula organização criminosa violenta que se inspira em cartéis mexicanos


Na manhã dessa terça-feira (19/12) foi deflagrada, pela Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai e pela Polícia Federal do Brasil, a Operação Ignis, que prendeu um dos líderes de uma violenta organização criminosa que exercia domínio na região de fronteira por meio do tráfico de drogas e de armas, além de praticar diversas ações violentas inspiradas nos principais cartéis mexicanos.O indivíduo preso é tido como um dos grandes fornecedores de armas e drogas para criminosos que atuam no Rio de Janeiro, e seu grupo operava grandes esquemas de tráfico internacional que tinham como destino o Brasil. Pelo modal aéreo, recebiam cocaína da Bolívia. Posteriormente remetiam ao Brasil. Pela via terrestre, dedicavam-se ao envio de armas e maconha.A organização criminosa desarticulada também se caracterizava por ações de extrema violência contra facções rivais e contra policiais e militares das Forças Armadas, tanto brasileiras quanto paraguaias.De Costa Oeste