ADMINISTRADA PELA ADECADI

Assista: caminhoneiro flagra trabalhador escapando por segundos de ser atropelado em obra de rodovia do Paraná

Um caminhoneiro flagrou, em vídeo, um trabalhador escapando por segundos de ser atropelado em uma obra da PR-160, no Paraná. O mesmo vídeo registrou o momento em que outro caminhão desvia de carros parados para evitar um engavetamento e passa pelo acostamento e uma área de mata à margem da via.

O caso aconteceu na segunda-feira (1) em um trecho de pista simples rodovia, entre Curiúva e Telêmaco Borba, nos Campos Gerais, e foi filmado enquanto o caminhoneiro estava parado em um ponto de pare-e-siga. Assista acima.

As imagens mostram que a alteração no tráfego era sinalizada por um funcionário da obra de tapa-buracos que estava sendo realizada no local. Naquele momento, os carros que vinham da outra direção estavam usando a pista contrária para desviar da obra, enquanto os motoristas que estavam nela esperavam para passar.

O caminhoneiro comenta que não havia sinalização metros antes, o que é padrão nesses tipos de caso. Ele também afirma que, como o trecho fica em uma descida, é difícil frear um caminhão se não houver sinalização prévia.

Assim que ele termina de falar, outro caminhão que trafegava no mesmo sentido desvia dele e passa pelo acostamento, quase atropelando o trabalhador que segurava o tráfego na rodovia.

O homem consegue correr e desviar a tempo de não ser atingido, assim como os carros que estavam na pista contrária.

Caminhoneiro flagra trabalhador escapando por segundos de ser atropelado em obra de rodovia do Paraná — Foto: Reprodução

Logo após o ocorrido, o motorista que estava filmando questiona os funcionários da obra sobre a sinalização.

“Cadê o carro pra sinalizar lá em cima? Cadê o carro pra sinalizar lá do outro lado? Que irresponsabilidade do chefe de vocês!”, afirma.

Em nota, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR) informou que a empresa que estava prestando os serviços de tapa-buracos no trecho, a Eco Sul Brasil Construtora Eireli, “não seguiu os padrões de sinalização de tráfego e segurança exigidos para este tipo de operação, conforme previsto em contrato”.

“No momento do ocorrido o DER/PR já estava acionando a empresa para que interrompesse as atividades até que fosse providenciada a devida sinalização provisória. A mesma foi notificada para que preste esclarecimentos quanto ao ocorrido, e na sequência o DER/PR irá tomar as medidas cabíveis. Esclarece ainda que se trata de um caso isolado, com o respeito pela segurança de usuários e trabalhadores sendo a regra nos serviços contratados pelo DER/PR”, diz o texto.

O g1 entrou em contato com a Eco Sul Brasil Construtora Eireli e aguarda retorno.

Vídeos mais assistidos do g1 PR: