ADMINISTRADA PELA ADECADI

Encontro nacional vai discutir turismo e meio ambiente a partir desta quarta (31) em Foz do Iguaçu


Sustentabilidade, natureza, turismo e empreendedorismo. Eixos diferentes que se unirão durante o “1º Encontro Nacional de Uso Público, Turismo e Meio Ambiente – mercado atual, desafios e oportunidades”, com programação paralela à 18ª edição do Festival das Cataratas, em Foz do Iguaçu, na região Oeste.Inédito no Brasil, o evento organizado pelo Instituto Água e Terra (IAT) em parceria com o Instituto de Ciência e Tecnologia em Biodiversidade (ICTBio) começa nesta quarta (31) e vai até sexta-feira (2) no Rafain Palace Hotel e Convention. O governador Carlos Massa Ratinho Junior participa da abertura oficial do Festival a partir das 19 horas, no Recanto Cataratas Thermas Resort & Convention.As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até as 13h desta quarta-feira. Para quem tem interesse no tema, mas ainda assim não poderá participar presencialmente, todos os painéis serão transmitidos ao vivo pelo canal oficial do Governo do Paraná no Youtube.O encontro reunirá representantes do Poder Público e agentes nacionais ligados à biodiversidade, turismo e gestão pública para promover o debate sobre o desenvolvimento de negócios, serviços e produtos em Unidades de Conservação (UCs).Dentre os palestrantes, destaque para o vice-governador Darci Piana, que vai participar do painel “Delegações de Uso e Parcerias – O que existe no Brasil?”.Já o diretor-presidente do IAT, Everton Souza, contribuirá com o debate sobre “O futuro do Uso Público no Brasil, o que esperar?”. De acordo com ele, há espaço na cadeia produtiva do turismo nacional para incluir e fortalecer ações em Unidades de Conversação.“Esses espaços são da população. E ela deve ter meios para usufruir com segurança e qualidade. Só assim, conhecendo, criando vínculos e experiências em meio à natureza é que as pessoas vão se conscientizar sobre a importância de ações de preservação e conservação da biodiversidade do planeta”, afirmou. “E como fazer isso se os parques estaduais e federais, as iniciativas públicas e privadas, não se prepararem para o Uso Público?”.Os debates serão formados ainda por integrantes do governo federal, da Secretaria de Estado do Turismo, da Invest Paraná, da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), entre outras entidades.Para o diretor de Patrimônio Natural do IAT, Rafael Andreguetto, a programação buscou parceiros estratégicos dentro dos principais eixos temáticos para que o congressista saia do Encontro Nacional com orientações seguras e conexões de valor. “O Encontro Nacional de Uso Público quer conectar pessoas e empresas com interesse em devolver produtos e serviços turísticos, a créditos de financiamento e formalização de atividades. Tudo para promovermos segurança e bem-estar dos turistas”, destacou.Os organizadores acreditam que o ponto alto de networking e desenvolvimento de futuros negócios será durante a rodada de relacionamento e negócios sobre Uso Público das Unidades de Conservação. Promovida pela equipe do Sebrae-PR, a dinâmica será no formato “um para um”, ou seja, com atendimento individual dos órgãos e parceiros, orientando individualmente os participantes sobre processos, legislação, crédito, oportunidades de negócios e adequação da gestão.A coordenadora estadual de Turismo do Sebrae-PR, Patrícia Albanez, explicou que a intenção é compartilhar informações, criando um ambiente mais favorável à oferta de atrações turísticas interessantes em UCs. “Pretendemos inspirar negócios competitivos, sustentáveis ao longo do tempo, com gestão e atendimento de excelência aos turistas. Isso é bom para o destino turístico, bom para o turista que tem a oportunidade de contratar e viver novas experiências em Unidades de Conservação”, disse.VISITA TÉCNICA – O evento termina na sexta-feira com uma visita técnica ao Parque Nacional do Iguaçu guiada pela equipe da concessionária Urbia Cataratas. O objetivo é apresentar o modelo de concessão do parque.Considerado um Patrimônio Mundial Natural declarado pela Unesco e tendo as Cataratas do Iguaçu como uma das 7 Maravilhas Naturais do Mundo, o parque é um exemplo de gestão compartilhada bem-sucedida. O complexo recebe cerca de 2 milhões de visitantes ao ano e figura entre os pontos turísticos mais procurados do Brasil.Chefe do Parque Nacional representando o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), José Ulisses dos Santos, ressaltou que é preciso ampliar o Uso Público nos parques. “Não só como negócio, mas, principalmente, como oportunidade de inclusão social e de sensibilização da sociedade para a importância da conservação da biodiversidade”.FESTIVAL DAS CATARATAS – A programação da 18ª Edição do Festival das Cataratas contempla ações de educação ambiental relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Em comunhão à ideia do evento, materiais gráficos e folheteria serão produzidos com materiais reciclados e os cordões dos crachás serão confeccionados com plástico reciclável de garrafas pet.“O encontro promovido pelo IAT está alinhado às tendências do Turismo. Não há espaço mais para dissociar a questão ambiental da questão turística, os dois trabalham lado a lado. A decisão de reunir operadores e responsáveis pelo Turismo no Brasil é assertiva e necessária”, afirmou Paulo Angeli, idealizador e coordenador do Festival das Cataratas.Programação:1º Encontro Nacional de Uso Público, Turismo e Meio Ambiente – mercado atual, desafios e oportunidadesData: 31 de maio a 2 de junhoLocal: Rafain Palace Hotel e ConventionEvento gratuito, com inscrições limitadas a 300 participantes.Para garantir a inscrição é necessário concluir o cadastro AQUI.DIA 1 – 31/0513h30 – Abertura Oficial14h30 – O perfil do consumidor do Turismo em Áreas Naturais e os desafios para roteirizaçãoModeração – Yure Lobo – Secretaria de Turismo do ParanáAna Cecília Duek – Diretora Viajar VerdeMarina Figueiredo – Presidente Executiva BRAZTOAAnderson Ruffato – Diretor Limber SoftwareRodrigo Goes – Gerente de Projetos SEMEIA16h00 – A integração das Populações Tradicionais, Bioeconomia e Uso PúblicoModeração – Erika Fernandes Pinto (Sitios Naturais Sagrados)Bruno Banzato – Gerente de Projetos Invest ParanáLaura Soriano Yawanawa – Líder Tribo Yawanawa AcreJulie Messias – Secretaria de Meio Ambiente e Povos Indígenas do Acre17h40 – A importância da Qualificação e da Segurança do Visitante no Uso PúblicoModeração – Patrícia Albanez – Coordenadora Estadual de Turismo Sebrae/PRLetícia Salomão – Gerente de Áreas Protegidas IATLuizão Del Vigna – Diretor Executivo ABETADIA 2 – 01/0609h – 11h – Rodada de Relacionamento e Negócios voltados aos Uso Público14h – Os novos velhos desafios do Uso PúblicoModeração – Rafael Andreguetto – Diretor do Patrimônio Natural do IATErika Fernandes Pinto – Sitios Naturais Sagrados / ICMBIOMarcelo Skaf – Diretor de Operações da URBIASergio Morato – Vice-presidente ICTBIORafael Morgado – Coordenação-Geral de Parcerias e Concessões do Ministério do Turismo15h45 – Delegações de Uso e Parcerias – O que existe no Brasil?Moderação – Marina Kluppel – Coordenadora de Uso Público do ICMBIOAdélio Demeterko – Diretor de Operações Urbia+Cataratas S.ABruno Wendling – Presidente da Fundação de Turismo do Mato Grosso do SulDarci Piana – Vice-governador do ParanáValdemar Bernardo Jorge – Secretário de Desenvolvimento Sustentável do Paraná17h30 – O futuro do Uso Público no Brasil, o que esperar?Everton Souza – Presidente Instituto Água e TerraPablo Morbis – CEO Grupo Cataratas S.APedro Menezes – Diretor de Áreas Protegidas e Biodiversidade do MMAOliver Hillel – Secretariado de Convenção da Biodiversidade das Nações UnidasDIA 3 – 2/68h – Visita técnica à concessão do Parque Nacional do Iguaçu guiada pelo Consórcio Cataratas + Urbia (Necessário realizar inscrição durante o evento).De Costa Oeste