ADMINISTRADA PELA ADECADI

Excesso de chuva obriga Itaipu a abrir vertedouro nesta quarta-feira (1º)


Depois de aguardar o recuo do pico da cheia do Rio Iguaçu, a Itaipu deve abrir nesta quarta-feira (1º) o vertedouro da usina. A medida é consequência direta dos efeitos das chuvas que atingem também a bacia do Rio Paraná, que abastece o reservatório da hidrelétrica. A Comissão de Cheias da Itaipu (CEAC) permanece mobilizada para dar toda a assistência às famílias atingidas pelas inundações, mitigar os impactos para a população ribeirinha e manter o fornecimento de energia elétrica para o Brasil e Paraguai. A Itaipu está operando normalmente na cota 219,23 acima do nível do mar. Normalmente, a abertura do vertedouro ocorre para garantir a segurança da barragem em cenários de excesso de água, geralmente provocado pelo grande volume de chuva na bacia incremental ou abertura de outros vertedouros (a montante) acima da hidrelétrica. O vertedouro escoa o excesso de água que não pode ser usada na produção de energia. O vertimento deve permanecer de forma ininterrupta pelo menos até domingo (5). A última vez que a Itaipu verteu foi em maio deste ano.Famílias atingidasNo lado paraguaio, mais de 385 moradias foram atingidas em diferentes bairros próximos à fronteira com o Brasil. O mais afetado é o San Rafael, em Ciudad del Este, com 140 casas alagadas. Cerca de 85 pessoas foram levadas para albergues mantidos pela Itaipu e estão sendo orientadas a aguardar a situação voltar ao normal para retornar. No lado brasileiro, alguns pontos, como Marco das Três Fronteiras e o Iate Clube Cataratas, no bairro Porto Meira, foram atingidos.De Costa Oeste