ADMINISTRADA PELA ADECADI

Policial civil de Cambé é suspeito de se apropriar de carro que deveria estar apreendido em delegacia, diz Gaeco

Segundo investigação do Gaeco, veículo deveria estar na delegacia. Servidor foi alvo de operação nesta segunda-feira.


Fachada da Delegacia de Cambé — Foto: Reprodução/Sesp

Um policial civil de Cambé, no norte do Paraná, é suspeito de se apropriar de um carro que deveria estar apreendido na delegacia da cidade.

O servidor foi alvo de uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Corregedoria da Polícia Civil nesta segunda-feira (17).

O processo tramita em segredo de justiça. O g1 tenta contato com a defesa.

Investigadores cumpriram um mandado de busca e apreensão e recolheram documentos e celulares do policial e de familiares dele, também suspeitos de usarem o carro indevidamente.

De acordo com o delegado do Gaeco, Ricardo Jorge, o veículo foi usado em um roubo praticado em 2009 e apreendido após o crime. Desde então, deveria estar na delegacia, que confirmou à investigação que não sabia da localização do carro.

O policial civil pode responder por peculato, que é a subtração ou desvio em benefício próprio ou de outros de recursos ou bens por parte de servidor público.

Mais assistidos do g1 PR