ADMINISTRADA PELA ADECADI

São Miguel do Iguaçu decreta emergência pública após estragos provocados por temporal

A Prefeitura de São Miguel do Iguaçu, no oeste do Paraná, decretou emergência pública em virtude dos estragos provocados por temporal com ventos, chuva e granizo registrado na última segunda-feira (24).

De acordo com levantamento prévio da Defesa Civil do município, somente nos prédios públicos, o prejuízo estimado é de aproximadamente R$ 350 mil.

Segundo a prefeitura, foram atingidos o Centro de Convivência da Criança Emílio Glory Guerreiro, as Escolas Municipais Geraldo Caldani, Vitorino Barbiero e José Francisco de Oliveira; a quadra de esportes do Bairro Santa Luzia, a sede da Liga de Bolão, a Pedreira Municipal e o prédio da Rodoviária.

Além disso, foram afetadas cerca de 150 residências nos Bairros Jardim Paraguaçu (o mais atingido, conforme a prefeitura), Centro, Novo Mundo, Renascer, Santa Catarina, Sagrado Coração de Jesus e Jardim Social.

De acordo com a prefeitura, não há dados oficiais sobre quantidade de empresas atingidas, mas há registros nos perímetros urbano e rural.

A estação meteorológica da cidade registrou ventos de até 70 km/h. Moradores dizem que o vendaval durou aproximadamente cinco minutos.

Parte do telhado de um centro de convivência da criança foi arrancada pelo vento. O telhado foi parar há vários metros do local.

Várias casas também foram destelhadas e galhos e árvores caíram por toda cidade. Ruas do centro e dos bairros foram interditadas. Veja no vídeo abaixo o cenário registrado na última segunda:

Mais de 600 moradores estão sem luz em São Miguel do Iguaçu

Mais de 600 moradores estão sem luz em São Miguel do Iguaçu

Reconstrução

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico disponibilizou o telefone/WhatsApp (45) 3565-8130 para empresários enviarem imagens e informações para o levantamento a fim de o município buscar alternativas para auxiliá-los.

Conforme a prefeitura, equipes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e de diversas secretarias municipais estão auxiliando munícipes atingidos.

A partir da próxima segunda-feira (1º), após terminar de recolher árvores e galhos, a Secretária de Viação vai comandar um mutirão coleta de entulhos e materiais gerados pela tempestade em todas as regiões da cidade.

A orientação é para que os munícipes coloquem esses resíduos em frente às residências até o próximo domingo (30) para que a equipe passe com caminhões e máquinas recolhendo.

Vendaval destalhou várias casas de Foz do Iguaçu — Foto: RPC Foz do Iguaçu

Os vídeos mais assistidos do g1 PR: