ADMINISTRADA PELA ADECADI

Tradicionais eventos das cooperativas abrem calendário agrícola no Oeste do Paraná


Com o objetivo de promover o intercâmbio de conhecimentos e práticas agrícolas, apresentar inovações e aproximar o agricultor dos fornecedores e compradores foi dada a largada nesta quarta-feira (10) aos tradicionais Dia de Campo no Paraná, promovidos por empresas privadas e cooperativas.Em Marechal Cândido Rondon, no Oeste, a Cooperativa Agroindustrial Copagril reuniu seus associados para o Show do Agronegócio Copagril, na Estação Experimental. Em Cafelândia, também no Oeste, o evento foi coordenado pela Copacol no Centro de Pesquisa Agrícola. As duas ações estendem-se até sexta-feira (12)."O Dia de Campo é um momento para conversar sobre coisas importantes do nosso negócio, que é produzir proteínas e fibras para o Brasil e o mundo, aproximar as pessoas, ver o melhor caminho, estudar a forma correta de fazer e conhecer aquilo que vai chegar na roça queiramos ou não, porque faz parte da evolução", destacou o secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, que acompanhou os dois eventos. "Precisamos caminhar para uma agricultura cada vez mais natural, biológica, com mais ciência, refinamento e assertividade".Segundo o secretário, o dia a dia da atividade no campo nem sempre possibilita a reciclagem de conhecimento por parte do agricultor. “Eventos dessa natureza felizmente vieram para ficar, para aproximar o agricultor do conhecimento, da inovação, daquilo que chegou de diferente para ser aplicado na propriedade”, afirmou. “Precisamos trazer o futuro mais urgentemente para nós”.Ele destacou o bom ano que a agropecuária teve em 2023 no Paraná, sendo responsável por 70% do esforço exportador. Referiu-se ainda à decisão da China, que começa a realizar auditorias em 29 frigoríficos brasileiros – cinco deles no Paraná – para início de exportação de proteínas animais. "Estamos colhendo o fruto do que plantamos, principalmente o fim da vacinação contra febre aftosa", disse o secretário.Além de serem eventos gratuitos, os dias de campo facilitam ao produtor conversar com os profissionais que vão dar as explicações sobre os resultados dos experimentos. “Os investimentos crescentes que estão sendo feitos em dias de campo, em shows tecnológicos, dão grande impulso àquilo que a gente está colhendo, que é o resultado do crescimento da agricultura”, afirmou Ortigara.De Costa Oeste