ADMINISTRADA PELA ADECADI

VÍDEO: Homem usa cachorro para agredir tutor do animal durante briga em bar, no Paraná

O vídeo mostra os dois homens brigando até que Juliano Souza da Silva atrai o cachorro do homem com quem brigava, ergue-o pela coleira e o usa para atingi-lo repetidas vezes. No vídeo ainda é possível ouvir uma terceira pessoa alertando que o ato vai machucar o cachorro. As imagens foram pausadas porque são fortes. Assista acima.

Homem usa cachorro para agredir tutor do animal durante briga em bar — Foto: Reprodução

O animal passou por consulta veterinária e, segundo o profissional, não se feriu.

O caso aconteceu na terça-feira (11) e teve boletim de ocorrência registrado na quinta (13) pela prefeitura municipal, onde o homem trabalhava como cargo comissionado e foi demitido após a repercussão. Saiba mais abaixo.

Segundo o delegado Erlon Ribeiro, responsável pelo caso, ele deve responder por maus-tratos a animal doméstico, cuja pena pode chegar a até cinco anos de prisão, em caso de condenação.

O setor de fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos também aplicou uma multa de R$ 2.784 no homem por maus-tratos.

O advogado de defesa dele afirma que o homem se arrependeu, pediu desculpas, e está à disposição para arcar com qualquer despesa decorrente da situação.

Segundo veterinário, animal não se feriu — Foto: Reprodução

Suspeito foi demitido pela Prefeitura Municipal

O homem que usou o cachorro para agredir o tutor do animal trabalhava na prefeitura municipal como cargo comissionado e foi demitido após o vídeo chegar ao conhecimento do Município.

“Foi realizado o desligamento do funcionário do quadro de servidores da municipalidade e a situação será encaminhada ao Ministério Público para apuração do crime”, informou a prefeitura.

Representantes da Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Urbanos foram até a casa do homem agredido verificar a situação do animal junto à Polícia Civil, o veterinário Fernando Salla e a Sociedade Protetora dos Animais.

A secretaria municipal disse que repudia qualquer situação de maus-tratos a animais e, apenas em 2024, atendeu 50 denúncias relacionadas ao crime na cidade.

A Sociedade Protetora dos Animais de Ivaiporã destacou que o cachorro vive em um ambiente saudável, com fornecimento de água e ração, “não sendo necessário fazer o recolhimento do mesmo, uma vez que a família cuida bem dele e dos demais animais que ali estavam”.

O abrigo também ressalta que repudia qualquer tipo de maus-tratos aos animais e reforça que o ato é crime em leis Federal e Municipal.

Homem é agredido com cão em briga de bar

Homem é agredido com cão em briga de bar

Vídeos mais assistidos do g1 PR